Ir para página principal

História

Dom Antônio dos Santos Cabral, primeiro arcebispo de Belo Horizonte, fundou no dia 15 de março de 1923 o Seminário Coração Eucarístico de Jesus. Provisoriamente o seminário teve a sua primeira sede ao lado do palácio episcopal, situado na rua Rio Grande do Norte. Em 1927, dom Cabral abençoou a pedra fundamental do novo seminário, construído no então bairro Boa Vista, hoje conhecido por Coração Eucarístico. Após três anos, em 1930, o arcebispo de Belo Horizonte inaugurou a nova sede que ali permaneceu até o final da década de 60.

Após o Concílio Vaticano II, acontecido na década de 60, um fenômeno faz com que muitos seminários do Brasil e do mundo fechem suas portas. No entanto, o seminário Coração Eucarístico de Jesus, contando com apenas doze seminaristas, continua funcionando em uma sede localizada no bairro Calafate, sob a orientação de Pe. Arnaldo Ribeiro e Pe. Alberto Antoniazzi. Após esse período de escassez de vocações, o seminário, aos poucos, foi se reestruturando e, fiel à sua vocação de formar presbíteros segundo o coração de Cristo, foi novamente abrasado pelo desejo de numerosos jovens que desejavam avançar para as águas mais profundas.

Em 1976, durante o governo episcopal de dom João Resende Costa, foi inaugurada, com a bênção do então núncio apostólico do Brasil, Dom Carmine Rocco, e com a presença do segundo reitor do seminário, Cardeal dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota, a nova sede do seminário provincial Coração Eucarístico de Jesus, situada na Avenida 31 de março, no bairro dom Cabral. Nessa sede, o seminário teve oportunidade de passar por significativas transformações, sempre buscando diálogo com a sociedade, buscando ser sal e luz no mundo.

Em 1986, inicia-se o ministério episcopal do terceiro arcebispo, Dom Serafim Fernandes de Araújo. Nesse período, o seminário é enriquecido pela presença de padre Alberto Antoniazzi. Homem de profunda visão eclesial, padre Alberto ajudou a conceber o Projeto “Construir a Esperança”, muito significativo no campo pastoral e evangelizador da Arquidiocese de Belo Horizonte na década de 90.

Com a chegada do quarto arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, um novo horizonte se abre para o Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus. Para orientar o rumo da formação, é elaborado o Guia Pedagógico para a Formação Presbiteral, que busca iluminar os passos do seminário nas suas dimensões da formação. Em 2009, na abertura do ano sacerdotal proclamado pelo papa Bento XVI, dom Walmor benze a pedra fundamental do Convivium Emaús, que abrigará a nova sede do seminário. Esse espaço, além de abrigar o seminário, fará da casa de formação um local que ajuda o futuro presbítero a desenvolver uma tríplice competência: a de ser discípulo-missionário, especialista em relacionamento e mistagogo.

Com o auxílio de Nossa Senhora da Piedade e as bênçãos do Coração Eucarístico de Jesus, vamos, a cada dia, escrevendo esta belíssima história, buscando ser no mundo sinal da presença de Cristo, Bom e Belo Pastor.